STREAM GAMES ABILITY CLAIMS UBISOFT

Vale lembrar que isso revolucionaria an indústria como um todo, como o próprio Guillemot deixa an entender, e isso significa que o preço dos jogos provavelmente sofreria alterações, não apenas na venda, mas também no custo da produção. As operadoras de web precisariam investir em uma estrutura muito mais aprimorada também, que pudesse suportar a transmissão de um jogo AAA – o que no Brasil é um tanto quanto burocrático demais; envision então em locais com acesso ainda mais precário à web. Além do mais, an experiência disconnected também sofreria com isso, o que torna an ideia pouco acessível para todos os jogadores do mundo.

Ainda não se sabe exatamente quando o próximo PlayStation e o novo Xbox serão anunciados, mas acredita-se que não deve demorar muito. Você pode não ter reparado, mas já se passaram cinco anos desde a chegada do PlayStation 4 e do Xbox One, e, mesmo que a vida útil da atual geração seja prolongada por mais algum rhythm, a chegada dos novos comforts é inevitável. Para Yves Guillemot, co-fundador e CEO da Ubisoft, comprehensive, os próximos videogames serão os últimos, uma vez que o executivo acredita que o gushing de jogos é o futuro.

A capacidade de transmitir jogos já existe, mas ainda depende de um equipment para tal. Em seu argumento, Guillemot também acrescenta que an oportunidade de fazer streamings de jogos, independentemente da plataforma, ofereceria à Ubisoft a shot de alcançar uma base ainda maior de usuários. Em teoria, poderia funcionar. O problema seria executar transmissões com qualidade e precisão, algo que as empresas de recreations ainda não conseguiram aprimorar.

Nas palavras de Guillemot à Variety: “acho que veremos outra geração, mas há uma boa chance de que veremos cada vez menos equipment. Com o beat, acho que o spilling se tornará mais acessível para muitos jogadores e não será necessário ter um comfort em casa [para jogar]. Haverá mais uma geração de support e depois disso, estaremos transmitindo, todos nós”.

O CEO da Ubisoft alega que a capacidade de transmitir jogos AAA em televisores foi uma das maiores inovações da indústria de amusements, o que segundo ele vai ajudar o segmento a crescer muito mais, e rápido. “Temos que trabalhar na acessibilidade desses jogos, para ter certeza de que eles podem ser jogados em qualquer dispositivo, mas o fato de que seremos capazes de transmitir esses jogos em telefones celulares e telas de televisão sem um support vai mudar muito an indústria”, acredita.

Por fim ele ainda cita a Nvidia como uma das empresas que estão trabalhando em spilling, e alega que essa tendência deve continuar an evoluir. “Eventualmente, a tecnologia vai melhorar dramaticamente, o que nos permitirá ter uma experiência [de transmissão de jogos] facilitada nas grandes cidades do mundo”. Como já comentado por aqui, na teoria é uma ideia bastante interessante, mas há de se levar em conta o quão executável poderia ser extinguir os supports para se oferecer apenas streamings de diversions.

Marketplace é oficial! O novo Key2 finalmente foi revelado pela BlackBerry e a TLC (atual dona da marca de aparelhos móveis), confirmando os rumores a respeito do seu visual e trazendo configurações de equipment interessantes com um plan elegante que traz a nostálgicas teclas físicas na parte second rate do aparelho.

De acordo com o anúncio, o BlackBerry Key2 oferecerá o SoC Snapdragon 660, 6 GB de memória RAM, opções de armazenamento interno de 64 GB e de 128 GB, tela LCD de 4,5 polegadas com resolução 1620 x 1080 pixels, bateria de 3.500 mAh e Android 8.1 Oreo instalado de fábrica. Sobre as câmeras, o dispositivo impressiona com sua lente dupla de 12 MP com tecnologia avançada de ampliação “Optical Superzoom” e obturador frontal de 8 MP.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *